ABP comemorou 18 anos com um jantar na Embaixada de Portugal

0

14441186_10205314697945927_8330597444690791525_n14370323_1262713237126248_1568957141158171113_n

 

 

 

 

 

 

 

A Academia do Bacalhau de Paris (ABP) assinalou dezoito anos de existência oficial com um jantar na Embaixada de Portugal em França, no dia 23 de setembro. O evento contou com mais de cem pessoas, que se reuniram para cantar os parabéns à ABP, no ano em que esta “alcança a maioridade”.

O Embaixador José Filipe Moraes Cabral confessou que “foi com muito gosto” que abriu a Embaixada ao jantar de aniversário da ABP, “uma associação que se distingue pelo mérito”.

Carlos Ferreira, presidente da ABP, agradeceu a hospitalidade do Embaixador. Aproveitou também a ocasião para anunciar que não voltará a candidatar-se à presidência da Academia aquando do término deste mandato, em fevereiro de 2017. Contudo, deixou clara a sua disponibilidade para continuar a colaborar com a associação.

O jantar foi patrocinado pela companhia de seguros Fidelidade, que tomou a seu encargo uma parte dos custos do evento, contribuindo para que fossem angariados mais fundos, que a Academia distribui em ações solidárias. Esta atitude da Fidelidade vem na sequência de uma série de jantares patrocinados que têm acontecido no último ano.

14440806_1773916912894245_8413360930166934734_n14448958_10205314697625919_4352939386601509579_n

 

 

 

 

 

 

Para além do anfitrião, o Embaixador José Filipe Moraes Cabral, estiveram presentes no jantar os diplomatas da Embaixada, o Cônsul de Portugal em Paris, António Albuquerque Moniz, os deputados Carlos Gonçalves e Paulo Pisco, o presidente do BCP, Jean-Philippe Diehl, a direção da Caixa Geral de Depósitos em França (nomeadamente o presidente Rui Soares), o presidente da Fidelidade, Carlos Vinhas Pereira, o presidente da Império, Vitalino d’Ascensão, o Cônsul Honorário de Portugal em Orléans, José Paiva, e o Reitor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Paris, Nuno Aurélio.

À chegada, os convivas foram recebidos com um aperitivo num dos salões da Embaixada e, com o decorrer da noite, os salões foram sendo abertos progressivamente. O jantar volante, que incluiu pratos de bacalhau, foi servido pela casa Canelas, a quem o Embaixador deixou uma palavra de agradecimento. Moraes Cabral agradeceu à comadre Antónia Gonçalves pelo seu “envolvimento e militância nestas questões”, reconhecendo que ao longo dos anos que tem passado em funções, “ela tem sido um pilar das receções na Embaixada”.

A noite terminou com um bolo de aniversário e com os presentes a cantarem os parabéns à Academia do Bacalhau de Paris.

telechargement

ABP

Partilhar.

Comments are closed.