Festa da Rádio Alfa 2017, um evento que já faz parte da tradição lusófona em França

0

IMG_7201 IMG_7273

A base de Loisirs de Créteil, na rua Jean Gabin, foi palco da Festa da Rádio Alfa, que reuniu vários milhares de portugueses e luso-descendentes, para passar um dia diferente, com muita animação e musica à mistura. Com um cartaz atractivo, do qual faziam parte os artistas Bonga, Diogo Piçarra, Kátia Aveiro, Susana Félix, Chris Ribeiro e Tony Carreira, a multidão cantou e dançou ao som dos temas do reportório destes nomes conhecidos da música portuguesa. A gigante moldura humana que se formou frente ao enorme palco, surpreendeu os artistas que o pisaram, e se dirigiram aos compatriotas de forma emotiva, e em tons de agradecimento por comparecerem a esta festividade. Em volta do recinto estiveram os habituais stands, cerca de 60, de vários ramos do mundo empresarial. Comes e bebes, diversão nocturna, vestuário, seguros, associações, concessionários, escritórios, bancos… e outros. Muitos foram os que trouxeram farnel, e outros tantos os que preferiram degustar do menu disponível no recinto. Do frango ao porco no espeto, dos pastéis de bacalhau aos pastéis de nata, a portugalidade no prato esteve bem presente. Durante a tarde, o presidente da Rádio Alfa, Armando Lopes, subiu ao palco onde anunciou a promoção de uma recolha de apoios, juntamente com as Câmaras de Saint Maur des Fossés e Créteil, para ajudar as vítimas da terra de onde é natural, Leiria. A Portugal Magazine esteve à conversa com Fernando Lopes, o director Rádio Alfa, que salientou que “o balanço é positivo, embora esperamos ter sempre mais pessoas e encher mais a casa. Mas temos de pensar no forte calor que se fez sentir, que corta um pouco a disposição das pessoas para sair de casa, nomeadamente as crianças e os mais idosos. A acrescentar a isto, foi a catástrofe que estava a decorrer em Pedrógão Grande. E ainda facto de estarmos em alerta por causa dos atentados e as pessoas ficaram sempre duvidosas”, referiu. Complementando que “mesmo assim, a festa recebeu cerce 15 mil pessoas, para um espectáculo de qualidade. Quem veio, ficou muito feliz com o espectáculo que lhes foi proporcionado pelos artistas. Fiquei muito feliz de ver toda a equipa Alfa, e ver um resultado muito profissional. Não houve rigorosamente nada, em termos de segurança, que se possa apontar. Nesta festa correu tudo pelo melhor”, concluiu. No final das prestações dos artistas, quem subiu ao palco foram os representantes de três entidades, Aigle Azur, Montepio e Fidelidade, que revelaram os nomes dos felizardos vencedores dos sorteios que decorreram durante o dia da festa. No final do espectáculo, foi feito um minuto de silêncio, em homenagem às vítimas da tragédia de Pedrógão Grande, em Leiria.

Partilhar.

Comments are closed.