Depois da apresentação em Paris, a “I Colectânea de Poesia Lusófona em Paris” teve momento alto em Leiria

0

Após o grande sucesso da apresentação realizada no Consulado Geral de Portugal em Paris, a Portugal Mag Edições apresentou a “I Colectânea de Poesia Lusófona em Paris”, da autoria de oitenta poetas de sete países, no auditório da Galeria Manuel Artur dos Santos do Centro Cultural Mercado Sant’Ana, em Leiria, no passado dia 11 de Novembro, perante a sala cheia e muitas pessoas de pé, com destaque para diversas entidades.  A apresentação da obra foi da responsabilidade de Adélio Amaro e Frankelim Amaral (coordenadores da Colectânea com Pedro Antonio) queestiveram acompanhados na mesa de honra pelo Vice-presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, e duas representantes dos autores: Carolina Frias e Graça Jacinto.  A sessão contou com dois momentos musicais da responsabilidade de Maria Carolina Moreira e João Antunes, um outro de poesia por vários poetas participantes na Colectânea e convidados, vindos de várias localidades de Portugal e também de França. A sessão contou, também, com a projecção de um pequeno filme sobre a promoção em França da Colectânea e dos poetas participantes.  Gonçalo Lopes enalteceu esta colectânea por envolver oitenta poetas de sete países, sendo alguns deles de Leiria. O Vice-presidente da Câmara referiu que “Leiria se sente honrada com nobre evento e por receber tantas pessoas que promovem a Cultura e a Língua Portuguesa no universo lusófono”. Gonçalo Lopes acrescentou, ainda, que “ter um Leiriense (Adélio Amaro) acoordenar uma Colectânea como esta, ao lado de dois promotores da Cultura Portuguesa (Frankelim Amaral e Pedro Antonio), é uma honra para Leiria, porque o concelho Leiriense teve solenidade de promoção como aconteceu no Consulado de Portugal em Paris”.  Frankelim Amaral, que se deslocou de propósito de França para Leiria, assim como alguns autores, como já foi referido, estava radiante perante as imensas pessoas que ali marcaram presença sublinhando que “este projecto éum trabalho de equipa entre os coordenadores, pela mão da Portugal Mag Edições, e dos oitenta autores. Sem os poetas participantes não seria possível realizar um trabalho tão nobre como este que dignifica a Língua Portuguesa e os poetas de países Lusófonos”. Adélio Amaro, coordenou a sessão e das várias vezes que usou da palavra, é de destacar o agradecimento que fez à Câmara de Leiria por participar neste projecto e destacou “todos os poetas que marcam presença nesta colectânea e a muitos outros que colaboraram para a realização deste evento, sem a participação de todos não seria possível levar o nome dos poetas tão longe como está a acontecer”. Adélio Amaro acrescentou que “este primeiro projecto pretende ser o primeiro de muitos e que a rede de participação vai crescer. Nesse sentido estão a ser desenvolvidos esforço de criar uma plataforma comum a todos os poetas participantes, visto que este é um projecto que se quer e é colectivo”.

Graça Jacinto, uma das poetas participantes, na sua intervenção apresentou um poema com projecção de imagens da ilha do Pico, Açores, mostrando uma nova forma de promover e declamar poesia. A Carolina Frias, também poeta participante e das mais jovens da Colectânea, coube fazer a apresentação da obra, realçando que além de ser enfermeira dedica muito do seu tempo à Cultura, com destaque para a poesia. Carolina Frias, na suaintervenção, salientou: “Hoje, dia 11 de novembro, encontramo-nos aqui reunidos, dado que a nossa língua portuguesa, os nossos códigos falantes de «Homo sapiens sapiens», nos permitiu agrupar-nos num determinado espaço, num determinado momento da nossa vida, fazendo parecer que somos, orasempre meros espectadores da vida, escondendo o nosso momento, ora outras vezes trespassando as vicissitudes que a vida se encarrega de escrever como nossas”.  Para breve haverão mais novidades sobre a continuação deste projecto para 2018.  A todos os poetas participantes, aos músicos, aos patrocinadores Fidelidade, BCP e Pastelaria Canelas, ao Consulado Geral de Portugal em Paris e à Câmara Municipal de Leiria a Portugal Mag Edições deixa um forte abraço de agradecimento.

Partilhar.

Comments are closed.