Portugal é o 5º melhor país do mundo para se viver

0

porto-1972486_1920

Portugal foi eleito, pela primeira vez, o país com a melhor qualidade de vida na Europa para expatriados. Um inquérito realizado colocou o país em primeiro lugar. O bom acolhimento e o clima agradam. Em comparação com todo o mundo, Portugal fica em quinto lugar.O facto de sermos um país com muito sol e uma atitude relaxante pode contribuir para a felicidade geral dos expatriados.Este é o quarto ano do Expat Insider, um dos maiores estudos do mundo que analisa o modo de vida dos expatriados. Este ano, foram entrevistadas mais de 12.500 pessoas que trabalham fora do seu país e que são de 166 nacionalidades, Portugal é o país que mais subiu neste ranking (13 lugares desde 2016), ocupando a quinta posição nos melhores países para se viver e a primeira posição no que diz respeito à qualidade devida. Os entrevistados foram questionados sobre várias categorias, opções de lazer, transportes, saúde e bem­estar, segurança e felicidade pessoal. Portugal surge no top 15 em todas elas, o que se traduz na liderança do índice de qualidade de vida.Portugal lidera na qualidade de vida o país asiático Taiwan, vencedor desta categoria em 2016, cedeu o lugar no topo deste ranking a Portugal. Com a Espanha a ocupar a terceira posição, outro país ibérico a conquistar o seu lugar no top três. A popularidade entre os expatriados – pelo menos quando se trata de qualidade de vida – éem grande parte devido ao clima e às atividades de lazer amplamente disponíveis. Nas opções de lazer, Portugal ocupa a segunda posição neste ranking de 65 países. De todos os entrevistados, não existe uma única resposta que critique o clima português, quase dois terços (65%) classificou­o como excelente em comparação com 26% no resto do mundo. O bom resultado na subcategoria de saúde e bem­estar – nona posição em todo o mundo – deve­se em grande parte à qualidade do ambiente em Portugal. Nove em cadadez entrevistados avaliaram o ambiente português de forma muito positiva (94%), a médiamundial é de 64%. No que diz respeito à subcategoria Segurança, o país surge na 11ª posição. Esta não é uma razão para preocupação: a tranquilidade é o fator mais bem classificado nesta categoria, com 77% dos entrevistados a considerarem Portugal um paísmuito pacífico – apenas a Finlândia tem resultados ligeiramente melhores (78%). Nem umúnico entrevistado está preocupado com a segurança pessoal – são preocupações persistentes sobre a estabilidade política que mantém esta classificação um pouco mais baixa. Por último, 94% dos imigrantes em Portugal estão satisfeitos com as oportunidadesde viagem. No entanto, nem todos os que participaram nesta pesquisa estão satisfeitos com as infraestruturas de transporte: um em cada 11 (9%) classifica este ponto como muito negativo. No geral o facto de sermos um país com muito sol e uma atitude relaxantepode contribuir para a felicidade geral dos entrevistados: apenas 4% expressaram algumainsatisfação com a nova vida em Portugal. Um entrevistado resumiu todas estas qualidades da seguinte forma: “Esta é uma joia de país escondido à vista de todos”. De acordo com o inquérito Expat Insider 2017, realizado pela InterNations, uma comunidade online que tem residentes estrangeiros em todo o mundo, Portugal foi eleito opaís europeu com melhor qualidade de vida para expatriados. No total, 125 mil pessoas de 188 países participaram.Aos inquiridos foi pedido que listassem o país onde vivem segundo alguns fatores, incluindo as condições de vida familiar, qualidade de vida, facilidade de instalação e segurança.Os estrangeiros residentes em Portugal classificaram o país como muito acolhedor,sendo que 92% consideraram a população amigável, 89% consideraram que a adaptaçãoà cultura portuguesa é fácil e, consequentemente, 88% afirmaram que a sua adaptação e instalação ao país foi fácil.“De um modo geral, as oportunidades para relaxar e o sol contribuem para a felicidade geral dos estrangeiros que vivem em Portugal”, afirma a InterNations.Mas ainda assim, nem todos os aspetos são positivos. O inquérito revelou que 9% dos inquiridos deram nota muito negativa às infraestruturas de transportes do país.Apenas 4% dos inquiridos disse não estar satisfeito com a vida em Portugal.A subida de Portugal no ranking, de 2016 e 2017, é a prova de que o país é cada vez mais um local apelativo para os expatriados. Estava no 28.º lugar e passou para o 5.º.Subiu 23 posições em apenas um ano.

Partilhar.

Comments are closed.