Sul de França vai ter 20.ª edição do Semana do Cinema Lusófono

0

As cidades de Nice, Cannes, Grasse e Mouans-Sartoux, no sudeste de França, vão ser palco da 20.ª edição da Semana do Cinema Lusófono, de 21 a 27 de março, na presença de alguns realizadores.

Em exibição vão estar os filmes “Todos os Sonhos do Mundo”, de Laurence Ferreira Barbosa, “São Jorge” de Marco Martins, “Cartas da Guerra”, de Ivo M. Ferreira, “Menina”, de Cristina Pinheiro, “A Fábrica de Nada”, de Pedro Pinho, “Ausência”, de Chico Teixeira, e “Casa Grande”, de Fellipe Barbosa.

Apesar das dificuldades técnicas e financeiras, o festival vai cumprir 20 anos, naquilo que é descrito como “um milagre”, por Pedro da Nóbrega, diretor do evento.

“É um milagre porque temos uma postura de apostar no cinema de autor – e calha bem porque o cinema português é um cinema de autor -, e tentamos dar toda a riqueza das culturas lusófonas. Mas muitos filmes não podem ser incluídos, porque não têm tradução ou não têm distribuição em França”, explicou o presidente da associação Espace de Communication Lusophone.

Na programação, os filmes “São Jorge” e “A Fábrica de Nada” mostram “a natureza polimórfica das realidades sociais” em Portugal, enquanto “a dimensão africana” está presente no filme “Cartas da Guerra”, e o Brasil é representado por “Ausência” e “Casa Grande”.

A seleção privilegiou também “a memória da emigração”, com “Todos os Sonhos do Mundo” e “Menina”, realizados por “duas mulheres com origens portuguesas que souberam encontrar o seu lugar no cinema francês”.

O festival vai contar, ainda, com espetáculos de grupos folclóricos locais, portugueses e cabo-verdianos, na festa de 17 de março, em Nice, e com concertos da brasileira Nina Papa e do cabo-verdiano Carlos Lopes, a 24 de março, também em Nice.

Além da associação Espace de Communication Lusophone, o evento é organizado pelas associações Casa di Cabo Verde, Festival TransMéditerranée (FTM) e Lumières des Toiles.

Partilhar.

Comments are closed.