Associação Zero junta-se a apelo internacional para se cumprir Acordo de Paris

0

A associação ambientalista Zero quer que o Governo português seja “exemplar no cumprimento do Acordo de Paris” e acelere “a transição para uma Europa sem emissões de carbono”, lê-se num apelo internacional.

O apelo da associação portuguesa surge num documento europeu endereçado a todos os líderes da União Europeia (UE), assinado por trinta associações, empresas, grupos de investidores, autoridades locais e regionais e grupos da sociedade civil.

Reunidos na “Coligação para uma Maior Ambição Climática”, os signatários do documento querem que “a nova estratégia climática de longo prazo da UE coloque a Europa num caminho que cumpra o objetivo de 1,5°C do Acordo de Paris, que deve incluir um objetivo de emissões nulas até 2050, o mais tardar”.

“Garantir uma revisão atempada da meta de redução das emissões de gases com efeito de estufa para 2030” e finalizar a legislação energética da UE para aquele ano são outras exigências da coligação.

Este apelo surge nas vésperas de uma reunião europeia, marcada para quarta-feira, “onde os principais decisores e as partes interessadas discutirão maneiras de intensificar a ação climática no quadro do denominado ‘Diálogo de Talanoa'”.

Além da associação ambientalista Zero, o documento é assinado, por exemplo, a Solar Heat Europe – Federação Europeia para a Indústria da Energia Solar Térmica, o Grupo de Líderes Corporativos do Príncipe de Gales, a associação Climate Alliance e a associação sem fins lucrativos Legambiente de Itália.

Partilhar.

Comments are closed.