Resistência

0

A vida bafeja-me com ferocidade
Nunca me conta nenhum segredo
Para a viver de forma melhor
Mas eu reviro-me.
Eu revivo-me!

Às vezes, quase me bloqueia a vontade
Faz de mim um mero brinquedo
E deixa-me sem fulgor
Mas eu sigo
E prossigo.

Por maior que seja a intensidade
Eu nunca desisto, alheio ao medo
Insisto, com todo o vigor
Eu sobrevivo…
E vivo!

Tiago Tarelho

 

Partilhar.

Comments are closed.