Ninguém ama… se não se amar…

0

Ninguém escreve amor da mesma forma… forma que o amor escreve dentro de cada um de nós… escreve um amor que se esquece… de quem a ele se dedica… dedica a entender a sua razão… a maneira que ele ama mais os outros que a nós próprios… quando o nós devia ser sinónimo de amor… sinónimo de tudo aquilo que acabamos por perder… deixando de ter confiança em quem somos… sentindo a incapacidade de reagir… de amar o nosso eu… ninguém ama se não se amar… se não sentir em si todo esse sentimento… sentir que tudo valeu a pena… mesmo que esse tudo seja uma desilusão… devemos continuar a acreditar… com a convicção que o amor existe… ele está dentro de cada um de nós… essa deve ser a nossa luta… sem deixar que alguém destrua a sua beleza… destrua aquilo que é a vida… sabendo desfrutar dela… desfrutar daquilo que somos… caminhando sempre na direção da concretização… na direção que achamos mais correta… o amor nos ensina… a encontrarmos força em cada decisão… mesmo sabendo que por vezes caímos… que iremos sentir a dor do desprezo… dor que nos enfraquece… num desprezo que só um amor próprio pode desprezar… pode dar uma certeza em cada dúvida… mas é essa dúvida que nos cria ânsia… que passa a ser o nosso inimigo… tirando de nós o que jamais volta a repor… as cicatrizes ficam cravadas no nosso subconsciente… que nos faz acreditar num desacreditar… perdendo o amor que nasce connosco… nasce para o amarmos… para valorizar a vida que cada um escreve como sua … escreve a forma de a viver… a forma de amar… acreditando sempre que somos capazes… de escrever no amor aquilo que somos… porque este amor é só nosso… foi construído por nós… não é de alguém que nos ama… é a nossa vida… o nosso eu… que transforma o amor… num amor que amo… ser eu…

O Homem da Cartola

https://www.facebook.com/ohomemdacartola/

Partilhar.

Comments are closed.